Gadol Elohai - Joshua Aaaron

22.8.07

Dores de um missionário

Fotografias de Karina Bertoncini (Brasil)

Em conversa com um tio missionário reformado, perguntava-lhe pelas dores nas pernas depois de ter sido operado... respondeu-me com uns olhos profundamente tranquilos e certos do que dizia:
"...as nossas dores são menos fortes quando temos Deus, são mais suportáveis, porque aprendemos a despitá-las, a atenuá-las, debruçando-nos sobre o nosso espírito e abstraindo-nos do nosso corpo... deu-me alento, esta conversa. Percebo porque os crentes na velhice queixam-se pouco, a não ser nos pedidos de oração.

3 comentários:

Fora-da-lei disse...

Tb penso dessa forma,com Deus tudo podemos nas nossas fraquezas e limitações,seja em que idade for.
"Tudo posso n'Aquele que me fortalece" é o meu estandarte assim que me levanto pela aurora...
Gosto dos seus posts,transmite fé e esperança,que tanto falta em tantos corações que andam desnorteados,procurando apenas nos outros apoio,quando o apoio Maior está no nosso querido Pai que nunca nos desampara.
Bem-haja

Ver para crer disse...

Conheci uma mulher já de muita idade, que ficava todo o dia sozinha na cama, e que me dizia quando a visitava e a confrontava com o abandono:

«Eu não estou sozinha. O Pai está sempre a fazer-me companhia...

Hadassah disse...

Obrigada Fora-da-Lei pela visita e Ver para crer pelo testemunho.

Tbém me lembro muito desse versículo de Filipenses.