Gadol Elohai - Joshua Aaaron

15.12.07

Idiotice de uma sociedade envelhecida

Gosto de conversar com a minha avó. A única que ainda vive.
x
x
Ela conta-me a história da minha família, coisas que ninguém mais sabe. E descubro sempre coisas novas e surpreendentes. Por exemplo que tive um avô, filho ilegítimo de um médico infiel.
x
x
As histórias da minha avó parecem contos, mas são a minha história. Vão morrer com ela, como outras morreram com os outros avós já falecidos.
x x
Outro dia, uma colega mais velha dizia-me que as pessoas mais novas que conhecia, desprezam os velhos e que isso era muito mau...
x
x
Concordei com ela. A velhice será um dia minha e se não a dignifico, para exemplo dos meus filhos, serei igualmente desprezada.
x
x
É pena que a nossa sociedade se comporte assim com os mais velhos...eles têm tanto a dizer, tanto a ensinar! Mas já não precisam de provar nada e niguém quer saber daquilo que sabem. Por isso calam-se e levam com eles a nossa cultura, os nossos valores, a nossa história.
x x
A "terraplanagem dos valores" também acontece nisto...no silêncio forçado dos nossos velhos.

3 comentários:

Ver para crer disse...

Dizes bem. Os velhos são fonte de muita sabedoria e, pior, se os desprezamos estamos a fazer a cama que encontraremos quando formos como eles.
Aproveito para te desejar Boas Festas de Natal e um Bom Ano Novo.

João Leal disse...

eu, de um modo geral, gosto muito mais de conversar com gente mais idosa. São autênticos tesouros de sabedoria e de histórias que nos divertem...

concordo contigo

Viviana disse...

Olá, Hadassa

Como eu a compreendo, minha amiga... sabe que sinto o mesmo?
Aliás, ainda há pouco tempo escrevi para uma revista (A Revista do Lar Cristão) um artigo sobre o assunto.
E sabe uma coisa? Considero.me muito abençoada pelo facto de ter muitos, muitos amigos... e olhe, uma boa parte deles são pessoas idosas... Nestes Ùltimos tempos , choro a partida de quatro grandes amigos.
Um abraço
viviana