Gadol Elohai - Joshua Aaaron

10.1.07

Corrida de Taxi gratuita

Atrasada para uma consulta, deparo-me com uma fila enorme na praça dos táxis. Perdendo a vergonha, pergunto à senhora da frente, depois de perceber que ía para o mesmo destino, se podia ir com ela e dividir consigo o valor da viagem, tendo ela consentido.
Enquanto ela entrava, aproximou-se de mim um jovem de raça negra, de aspecto duvidoso, mas com um sorriso de cara a cara, perguntando-me se podia ir connosco. Encolhi os ombros, deixando escapar um leve sorriso, porque não tinha moral para decidir, uma vez que acabara de fazer o mesmo.
O jovem entrou no lugar da frente, surpreendendo o condutor e a senhora, que lhe tentavam lançar olhares reprovadores, sem sucesso, uma vez que o jovem se ocupava com o telemóvel. Arrancámos em marcha lenta, na expectativa do condutor de que uma de nós reclamasse. A viagem durou cerca de 10 minutos, seguindo todos nós num silêncio profundo.
Á chegada enquanto eu e a senhora juntávamos os trocos, o jovem puxou de uma nota de 5 Euros e pagou a viagem.
Agora eramos nós as duas, a puxar o casaco do jovem, que nos fugia, para lhe pagar. Ainda respondeu antes de desaparecer: "desculpem mas estou atrasado para a minha consulta. Eu ía gastar esse dinheiro, vocês foram muito amáveis em deixar-me vir convosco."
A senhora comentou comigo envergonhada: "Afinal era um Bom Rapaz!"
Ás vezes a prudência do preconceito comete injustiças. Eu hoje ganhei uma corrida de taxi de graça! :)
DVA

7 comentários:

vilma disse...

Uma grande lição sem dúvida!
A nossa velha mania de olhar para o exterior...!
Provavelmente eu teria reagido da mesma maneira...

Flôr disse...

Temos que "olhar" os outros, como o Senhor nos olha.... para o nosso "interior", para aquilo que somos verdadeiramente... e não darmos importância, ao exterior.... pois... onde estiver o vosso tesouro ai estará o vosso coração...

Deixo votos de um 2007 cheio de bençãos dos céus. :D

Um beijinho super florido da Flor :))

JOINCANTO disse...

A graça sabe sempre bem e o teu post teve bastante.
:)

Confessionário disse...

Chiça. Essa é de mestre, do Mestre. Deixa qualquer um de boca aberta. Todos nós temos um pouco desse receio. Mas la´está, quem somos nós para julgar. Fiuqie de boca aberta hoje com esta tua história.

O melhor dos blogues disse...

Há histórias reais que muito nos ensinam.
Gostei desta e "levei-a" para "O melhor dos blogues"
Obrigado.

Ego ipse disse...

É a tendencia natural de olhar para o exterior... Mas tambem só Deus conhece os corações!

Marlene Maravilha disse...

Que lição linda e que grande aprendizado. Parabéns pela história real!
abraços